Notícias do Setor

Anúncio de imóvel deve contar detalhes e ter boas imagens

21 de junho de 2016

Folha de São Paulo, Especial Morar, 19/jun

Se a procura por imóveis para curta temporada aumenta nas férias, cresce também o número de anúncios e a variedade das ofertas. Isso faz com que a vida de quem deseja ver sua casa alugada não seja simples.

Para se destacar e conquistar mais locatários, é preciso caprichar nas fotos e na descrição dos imóveis, recomenda Eduardo Schaeffer, CEO do portal Zap Imóveis.

"Os imóveis que geram mais interesse são aqueles com descrições completas -não apenas do imóvel, mas da região", afirma.

Fugir do comum e chamar a atenção para detalhes é algo decisivo e pode acelerar o retorno do investimento feito pelo proprietário no anúncio, que pode custar entre R$ 290 e R$ 960 por três meses, dependendo da plataforma.

"Um exemplo de propaganda que faz sucesso é: ’imóvel tem piscina, churrasqueira e acesso privado para a praia, que as crianças podem utilizar sozinhas, em segurança e com privacidade’. O acesso é um ponto forte do imóvel que atrai quem tem filhos -e por isso merece destaque."

Quantidade e qualidade das fotos também ajudam o imóvel a ficar mais bem visto nas buscas de alguns sites, como o Imovelweb e o Airbnb.

"Se possível, recomendamos a contratação de um fotógrafo profissional para esse trabalho", opina Mateo Cuadras, CEO da Imovelweb.

Uma vez feito o anúncio, cabe ao proprietário garantir que a casa esteja preparada para receber as visitas. Enxoval, mobília e utensílios de cozinha são itens importantes na recepção a quem ficará na casa por um período.

"Outro ponto importante é incentivar o locatário a comentar sobre a estadia no anúncio e a avaliá-la", diz Mariana Bastos, diretora-geral do Alugue Temporada, já que isso pode ajudar e até incentivar novos negócios.

MESMA PREOCUPAÇÃO

O cuidado que o dono do imóvel deve ter na hora de alugar sua casa para alguém durante uma temporada é praticamente a mesma de quem está alugando.

A recomendação é evitar a informalidade e firmar um contrato padrão de aluguel - uma garantia de que eventuais problemas e danos ao imóvel e seus utensílios serão ressarcidos por quem utilizou a casa naquele período.

"É importante fazer um inventário de tudo que está disponível, mesmo objetos de decoração e aparelhos domésticos, principalmente os mais caros. Um acordo deve garantir que qualquer prejuízo nessa lista seja recompensado pelo locatário", recomenda Bastos.

Há sites, contudo, que não permitem a assinatura de contratos específicos, feitos fora da plataforma. O caso mais conhecido é o do Airbnb, empresa que oferece aluguel por temporada em 34 mil cidades do mundo. Como medida de segurança, há um seguro oferecido ao anfitrião em caso de danos.

A taxa de limpeza, geralmente cobrada na devolução do imóvel, também deve estar incluída e discriminada no preço do aluguel para a temporada.

"Em nenhum caso o locador ou o locatário podem ser pegos de surpresa", diz Schaeffer.

(JULIO LAMAS)

Matéria original em

Mais Notícias do Setor

Outras matérias

logoAdemiRodape.png
Av. André Araújo, nº 97
Ed. Fórum Business Center, 12º andar, sl. 1212
Bairro Adrianópolis
CEP 69057-025 - Manaus-AM
Telefone: (92) 3346-2800, ramal 22
E-mail: ademi.amazonas@gmail.com
Pesquise o site
Desenvolvido em SPIP pela Calepino