Notícias do Setor

Venda de imóveis usados em Curitiba tem pior resultado histórico

16 de junho de 2016

A venda de imóveis residenciais usados apresentou em maio de 2016 o pior resultado desde que a pesquisa foi iniciada, há quinze anos. O dado faz parte do levantamento realizado pelo Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar), ligado ao Sindicato da Habitação e Condomínios (Secovi-PR). Segundo o estudo, realizado mensalmente pelo Inpespar, estima-se que em maio , em Curitiba, foram vendidos 378 imóveis, enquanto que no mesmo período de 2014 foram 869 e em 2015 foram 759 unidades.

Dados do Índice de Velocidade de Venda de Imóveis Usados (IVVU), demonstram a quantidade de dias que um imóvel, em média, leva para ser vendido mostram que em 2008, este indicador estava na marca de 60 dias para Apartamentos com 2 ou 3 dormitórios, já em 2015 o índice subiu para 114 dias e agora em 2016 atingiu o número de 134 dias.

“O mercado em geral está sofrendo por conta dos reflexos das políticas das autoridades de todas as esferas públicas”, destaca o presidente do Inpespar e vice-presidente de Economia e Estatística do Secovi-PR, Maurício Ribas Moritz.

“Fora a profunda recessão que vivemos, estamos colhendo os resultados da voracidade fiscal dos governantes que cada vez mais diminuem a capacidade de pagamento do cidadão”, aponta Moritz.

Moritz salienta que, quando o Secovi-PR argumentou, junto com outras entidades, durante dois dias em audiências públicas na Câmara Municipal de Curitiba, que os aumentos de ITBI e IPTU seriam desastrosos para o mercado imobiliário, “os vereadores foram insensíveis e como sempre votaram pelos aumentos para agradar o prefeito”, enfatiza.

O especialista lembra que, da mesma forma ocorreu com os deputados estaduais, quando estes aumentaram as custas de cartório sem se importar com o reflexo que isto traria para a população em geral. “Hoje o cidadão que compra um imóvel tem que desembolsar outros cinco por cento do valor da compra para poder transferir o imóvel para o seu nome”, frisa.

Guias de ITBI

A queda do número de vendas realizadas é confirmada pelo número de guias de ITBI pagas ao município, que espelha a quantidade de imóveis novos e usados sobre os quais foram recolhidas os impostos de transferência: em abril de 2014 foram pagas 3.577 guias, no mesmo período em 2015 foram 2.853 e agora em abril de 2016 foram apenas 1.951. “Observando os dados da prefeitura, disponíveis para pesquisa, de janeiro a abril de 2014 foram pagas 13.285 guias, já em 2015 no mesmo período 14.343 e em 2016 outras 8.870”, compara Moritz.

Matéria original em

Mais Notícias do Setor

Outras matérias

logoAdemiRodape.png
Av. André Araújo, nº 97
Ed. Fórum Business Center, 12º andar, sl. 1212
Bairro Adrianópolis
CEP 69057-025 - Manaus-AM
Telefone: (92) 3346-2800, ramal 22
E-mail: ademi.amazonas@gmail.com
Pesquise o site
Desenvolvido em SPIP pela Calepino