Notícias do Setor

Consórcio é uma saída

16 de junho de 2016

Meia Hora, Imóveis, 16/jun

A casa própria continua sendo um dos principais sonhos dos brasileiros. Pesquisa da Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios (Abac) revela que 51,52% dos consorciados utilizaram a carta de crédito para comprar um imóvel residencial.

Já 48,48% dos participantes optaram pela aquisição de terrenos (16,96%), imóveis em construção ou reforma (16,64%), unidades comerciais (4,90%), imóveis na planta (4,74%), casa de veraneio (2,56%), quitação de financiamentos (1,97%) e imóveis rurais (0,71%). O sistema não cobra juros apenas correção anual das parcelas e da carta crédito. A contemplação acontece por sorteio ou por lance, neste caso para ter o bem mais rápido. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pode ser usado.

"Observa-se, cada vez mais, que os interessados que cogitam adquirir imóveis têm pesquisado bastante para depois aderir ao mecanismo, considerando o comprometimento mensal, a médio e longo prazos, como verdadeira poupança com objetivo definido", diz Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Abac.

De acordo com dados da assessoria econômica da associação, até março deste ano havia 808.500 consorciados ativos no setor de imóveis. Com tíquete médio nacional de R$ 111.700, os negócios com consórcios somaram ainda no trimestre R$ 5,2 bilhões em créditos comercializados, e R$ 1,8 bilhão em créditos concedidos.

Rossi ressalta que aqueles consorciados que já estão contemplados podem realizar bons negócios neste momento em que imobiliárias e incorporadoras buscam reduzir os estoques de imóveis, promovendo descontos convidativos aos interessados.

FGTS serve para diversos fins

O sistema de consórcio permite a utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a oferta de lance, complemento do crédito, amortização de saldo devedor, abatimento de parte de prestações ou liquidação de débito.

"De janeiro a março deste ano, consorciados-trabalhadores usaram mais de R$ 27,8 milhões de seus saldos da conta vinculada do FGTS em suas cotas", exemplifica Paulo Roberto Rossi, presidente da Abac.

E importante lembrar que o trabalhador precisa se enquadrar nas regras do Conselho Curador do FGTS para que o recurso seja liberado. Não ter imóvel em seu nome é um dos pré-requisitos.

Matéria original em

Mais Notícias do Setor

Outras matérias

logoAdemiRodape.png
Av. André Araújo, nº 97
Ed. Fórum Business Center, 12º andar, sl. 1212
Bairro Adrianópolis
CEP 69057-025 - Manaus-AM
Telefone: (92) 3346-2800, ramal 22
E-mail: ademi.amazonas@gmail.com
Pesquise o site
Desenvolvido em SPIP pela Calepino